segunda-feira, 3 de junho de 2013

zé pequeno


então chega junho
com chuvas e datas

na certidão de nascimento
meu nome
na ata da vida
minha lata
no calendário marca exata
do primeiro vento
do primeiro rebento
de três
depois de 39 carnavais
mês a mês, de águas passadas
não quero nada!,
só mais.

agora a barba
é mais branca
a bronca
mais branda
a ideia mais clara
e a fila que anda
me mostra outra cara  
tomara -
outros bares,
lugares e amores!

enfim, segurem-se doutores
é cedo pra tanto
é muito por menos:
nessa de viver a vida
ainda sou zé pequeno.